O QUE VISITAR

Museu Histórico de Sergipe

O sobrado do Antigo Palácio Provincial, construção barroca do fim do século XVIII, funciona, desde 1960, como o Museu Histórico de Sergipe, cujo acervo é composto de relíquias da época do Brasil Império.

O prédio já foi residência dos presidentes da província de Sergipe, além de Câmara Municipal, escola e exatoria, tendo sido, inclusive, utilizado por D. Pedro II durante visita à cidade em 1860.

Acesso!

Custo: R$ 6,00

Isentos de pagamento: moradores da cidade (comprovando residência), professores de outros municípios (acompanhados dos alunos), professores e alunos da cidade.

Obs: professores (sem alunos) e aposentados pagam meia-entrada.

Funcionamento:

De terça a sábado – 10 às 16h

Domingos e feriados das 9h às 13h.

Telefone: (79) 3261-1435 (agendar visita).

Igreja e Convento São Francisco

De grande relevância no patrimônio histórico, a Igreja e o Convento são construções dos séculos XVII e XVIII que passaram por adaptações. Na ala esquerda do Convento, a Capela da Ordem Terceira de São Francisco abriga hoje o Museu de Arte Sacra de Sergipe.

Funcionamento:

De Terça à Sexta-feira – das 08:00h às 12:00h de 13:00h às 17:00h

Sábados e Domingos – das 08:00h às 12:00h

Entrada gratuita.

Museu de Arte Sacra

Fundado por Dom Luciano José Cabral Duarte (arcebispo de Aracaju na época), em 14 de abril de 1974, o Museu de Arte Sacra de São Cristóvão (MASSC) está localizado em uma ala do Convento de Santa Cruz (mais conhecido como Convento São Francisco, prédio datado do século XVII) Centro Histórico.

Considerado um dos mais importantes do Brasil, o MASSC tem mais de 500 obras de arte sacra, num acervo com peças do século XVIII e XIX, vindas de doações de todos os cantos do Estado.

Acesso!

Custo: R$ 8,00.

Isentos de pagamento: moradores da cidade, menores de 12 anos, professores acompanhados de alunos (devidamente comprovados), guias de turismo, pessoas com deficiências e integrantes do Clero da Igreja Católica.

Funcionamento:

De terça a sábado – 10 às 16h.

Domingos e feriados – 9h às 13h.

Telefone: (079) 9.8866-1278 (deve-se agendar a visita).

Museu dos Ex-Votos

Símbolo da religiosidade, o Museu dos ex-votos está anexo à Igreja do Carmo Pequeno e reúne objetos que representam as graças alcançadas pelos fiéis. Confeccionados com madeira, barro, gesso, tecidos, entre outros materiais, os itens que compõem o acervo são resultado do pagamento de promessas.

Funcionamento:

De Terça à Sexta-feira – das 08:00h às 12:00h de 13:00h às 17:00h

Sábados e Domingos – das 08:00h às 12:00h


Entrada gratuita.

Museu dos Ex-Votos

Museu da Polícia Militar

Criado em 1969, quando funcionou no Quartel do Comando da Polícia Militar, em Aracaju, o museu está dividido em sala de uniformes, sala de armas e equipamentos, sala da história da PM em Sergipe e a sala de atividades atuais.

De domingo a domingo – das 09:00h às 16:00h.

Entrada gratuita.

Conjunto Arquitetônico do Carmo

Uma construção do início do século XVIII que compreende o convento do Carmo, a Igreja Conventual (Carmo Maior) e a Igreja da Ordem Terceira (Carmo Pequeno), onde está localizado o Museu dos Ex-Votos.

Funcionamento:

De Terça à Sexta-feira – das 08:00h às 12:00h de 13:00h às 17:00h

Sábados e Domingos – das 08:00h às 12:00h

Entrada gratuita.

Conjunto Arquitetônico do Carmo

Memorial Irmã Dulce

Fundado em 2009 e localizado no Convento do Carmo, o Memorial de Irmã Dulce registra os 19 meses do “Anjo Bom do Brasil” em São Cristóvão. No espaço, podem ser vistos vários objetos que remetem à Cerimônia de Vestição, quando a Irmã Dulce recebeu o hábito da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição.

De terça a domingo – das 9 às 11h30 e das 14h30 às 17h.
Entrada gratuita.

Praça São Francisco

A Praça São Francisco, a mais famosa da cidade, foi o primeiro monumento tombado, no Estado de Sergipe, pelo Iphan, em 1941. Reconhecida como Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco, em 2010, ela é o 18º patrimônio brasileiro reconhecido pela instituição. A praça reúne, além do conjunto formado por casarios de estilo colonial, o antigo Palácio Provincial, a Igreja e o Convento de São Francisco, a Santa Casa de Misericórdia e a Igreja Santa Izabel.

Praça São Francisco

Igreja Santa Izabel

A Igreja Santa Izabel é uma construção bastante antiga, mais precisamente da primeira metade do século XVIII.

Igreja Santa Izabel

Igreja do Rosário dos Homens Pretos

Construída em 1746 por irmandades de negros devotos de Nossa Senhora do Rosário, esta igreja foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Iphan, em 1943.

Funcionamento:

De Terça à Sexta-feira – das 08:00h às 12:00h de 13:00h às 17:00h

Sábados e Domingos – das 08:00h às 12:00h

Entrada gratuita.

Igreja do Rosário dos Homens Pretos

Nossa Senhora da Vitória

Construída em 1608, por padres jesuítas, é a paróquia mais antiga do Estado e foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1967. Elevada à condição de matriz em 1608, é reconhecida por manter, até hoje, a sua estrutura original.

Funcionamento:

De Terça à Sexta-feira – das 08:00h às 12:00h de 13:00h às 17:00h

Sábados e Domingos – das 08:00h às 12:00h

Entrada gratuita.

Santa Casa de Misericórdia

Mais uma construção antiga, da primeira metade do século XVIII. O prédio do hospital já foi asilo, orfanato e atualmente abriga o Centro Administrativo da Prefeitura Municipal de São Cristóvão. Manifestações artísticas e populares, a exemplo do Reisado, Caceteiras, Samba de Coco e Chegança passam de pai para filho e, mesmo diante de desafios, resistem ao tempo e à modernidade e animam as ruas da cidade.

Santa Casa de Misericórdia

Casa do Folclore Zeca de Norberto

Trajes e objetos folclóricos podem ser vistos na Casa do Folclore, que reúne expressões da cultura da cidade. Exposições temporárias

Festa de Senhor dos Passos

Realizada durante a Quaresma há mais de 200 anos, atrai para a cidade milhares de pessoas em procissões que se deslocam no espaço da velha cidade colonial.

Festa de Senhor dos Passos

Procissão do Fogaréu

Outra tradição sancristovense, a procissão se realiza na noite da quinta-feira da Semana Santa. A encenação da perseguição de Cristo acontece com homens levando tochas pelas ruas da cidade.

Festival de Arte de São Cristóvão

O Festival de Artes de São Cristóvão (FASC) foi iniciado nos anos 1970, e serviu de palco para grandes artistas sergipanos e nacionais, sendo uma grande vitrine para que os artistas pudessem expressar suas produções nas mais diversas modalidades (dança, teatro, literatura, música, etc).

Após um hiato em 2005, o FASC retornou em 2017 sob coordenação da Fundação de Cultura e Turismo João Bebe-Água (Fumctur) resgatando assim a proposta dos antigos festivais, reacendendo a programação cultural da Cidade Histórica.

Festival de Arte de São Cristóvão